Para celebrar o Dia Mundial do Doador de Sangue neste domingo (14) e agradecer aos voluntários que continuam abastecendo o banco de sangue,  a Fundação Hemopa em Belém, iluminou a fachada do prédio com uma luz vermelha. Essa também foi uma forma de chamar atenção para o “Junho Vermelho”, que tem o objetivo de aumentar o número de coletas nas unidades do Hemopa na capital e no interior do Estado.

Com a pandemia de covid-19, houve redução no número de doadores nos hemocentros. Segundo a Fundação Hemopa, no Pará, houve 40% de diminuição do número das doações de sangue nesse cenário de pandemia. 
Para se tornar um doador basta atender aos requisitos exigidos pelo hemocentro e procurar uma das unidades em Belém, Castanhal, Marabá, Santarém, Altamira, Abaetetuba, Capanema, Redenção e Tucuruí.

Requisitos para ser um doador:
 – Ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados do responsável legal).
– Ter mais de 50 kg, e estar em boas condições de saúde.
 – Antes de ir para a unidade de coleta é importante que o cidadão esteja bem alimentado.
– No momento do cadastro, o voluntário deve apresentar um documento de identificação oficial, original e com foto que pode ser o RG, CNH, Passaporte ou Carteira de Trabalho.
– Mulheres podem doar de três em três meses e homens, a cada 60 dias.

SERVIÇO:
A sede da Fundação Hemopa – Belém, funciona na avenida Serzedelo Corrêa esquina com a rua dos Caripunas. Mais informações nos telefones: (91) 3110-6500 / 0800 2808 118.

(Com informações da Agência Pará)
Foto: Eliseu Dias /Agência Pará

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui