Em Cametá, nordeste do estado, duas denúncias causaram indignação no município. Em Castanhal, um servidor público foi demitido após tomar a primeira dose do imunizante.

Duas prefeituras municipais do nordeste do Pará foram denunciadas nas redes sociais pela aplicação irregular de doses da vacina contra a Covid-19.

CASTANHAL

No município, um diretor administrativo do hospital municipal foi demitido na manhã desta quarta-feira (20), após ter tomado a primeira dose da vacina.

De acordo com a prefeitura, a atitude do servidor foi “totalmente contrária às determinações da administração municipal, já que ele não se enquadrava no grupo prioritário”.

A Prefeitura de Castanhal disse que estará vigilante para que nada semelhante se repita.

Cametá

Uma das denúncias era de que a primeira dama, que também é titular da Secretaria Municipal de Assistência Social, teria tomado a primeira dose da CoronaVac na terça-feira (19). A Prefeitura de Cametá garantiu que ela não tomou a vacina e que não há imagens que comprovem essa denúncia.

Outra postagem na internet que viralizou na cidade é de um morador de Cametá, Manasses Barreto, que, segundo a prefeitura, não trabalha na gestão municipal e não pertence a grupos prioritários.

Em uma foto ele aparece como se tivesse acabado de tomar a vacina. O próprio Manasses desmentiu a história em suas redes sociais e disse que tudo não passava de uma brincadeira.

Foto: Reprodução
Informações: G1 Pará

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui