A Polícia instaurou inquérito e investiga o caso como feminicídio de uma jovem de 19 anos, que morreu nesta segunda-feira (15) após ser baleada em Belém. Édrica Moreira estava internada desde a última quinta feira (11/11) quando foi atingida no Conjunto Sideral enquanto voltava para casa com uma amiga.

Segundo a família, o suspeito é um ex-namorado da vítima que é 3º sargento do Exército. O caso segue sob apuração e todas as medidas cabíveis estão sendo tomada segundo a polícia. O Comando Militar do Norte informou que o militar apontado pela família como suspeito encontra-se em férias e que ele possui um armamento em seu nome e em situação regular. Em nota, a instituição disse que não compactua com quaisquer atos de violência e os repudia veementemente.

ENTENDA O CASO

Édrica e uma amiga tinham ido lanchar na noite de quinta e ao voltarem, foram atingidas por tiros disparados por um homem que saiu de um carro anunciando um assalto. Édrica levou três tiros e amiga, um. As duas jovens foram hospitalizadas e a amiga já recebeu alta.

Após atirar, o suspeito fugiu. A polícia não detalhou se algo chegou ou não a ser levado das jovens, quantas pessoas são investigadas por envolvimento no suposto assalto e se há também investigação por tentativa de homicídio.

Segundo a família da vítima, a jovem já tinha sido ameaçada pelo ex-namorado e também sido agredida. Após a morte, familiares e amigos se manifestaram nas redes sociais.

Fotos redes sócias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui