Um minidocumentário sobre um projeto educativo realizado com alunos do ensino fundamental do município de Jacundá, no sudeste do Pará, é destaque na exposição “Versus Art Exhibit”, que ocorre neste mês de junho na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), na Suíça. No projeto, batizado de “Cores do Açaí”, os jovens utilizam o fruto como base para a criação de obras artísticas inspiradas pelas cores e formas da paisagem amazônica.

Idealizado pela professora Elsamar Emerique, aluna do Mestrado em Artes na Universidade Federal do Pará (UFPA) e egressa do curso de Artes Visuais por meio do Plano Nacional de Formação de Professores (PARFOR), o projeto utiliza a polpa, os caroços e folhas do açaí, misturados a pigmentos e outros materiais para a produção das tintas usadas no processo.

“Pensei em pintar as telas com algum elemento natural extraído da floresta amazônica. De início, pensei no açaí, mas levei a proposta para os alunos. Provoquei a turma. Instiguei eles a pensarem e falarem suas ideias. Não demorou muito para citarem o açaí, mas falaram com tom de brincadeira. Concordei com a fala deles e então viram que eu levaria a sério a ideia”, conta a professora.

O projeto começou em 2018 e já venceu diversos prêmios nacionais voltados à educação. Entre eles, está a premiação na 20ª edição do Prêmio Arte na Escola Cidadã, promovido pelo Instituto Arte na Escola (IAE), que resultou na criação de um mini-documentário sobre o projeto.

A participação na exposição “Versus Art Exhibit” foi intermediada pelo IAE, que foi convidado a participar pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e vai apresentar seis projetos do Prêmio Arte na Escola Cidadã, entre eles, o “Cores do Açaí”. O mini-documentário é exibido na exposição, que está aberta para visitantes até o dia 25 de junho no Palácio das Nações, em Genebra, apresentando projetos sobre arte, resiliência e transformação social do mundo inteiro.

Foto: Divulgação

Informações: G1 Pará

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui