O governo Jair Bolsonaro assinou neste domingo (8) um acordo militar inédito com os Estados Unidos para tentar ampliar a entrada do Brasil no mercado de defesa americano, o maior do mundo.

O acordo bilateral é tratado como o principal resultado prático da viagem de Bolsonaro à Flórida esta semana e é um aprofundamento da designação do Brasil como aliado privilegiado fora da Otan (a aliança militar ocidental), status concedido ao país em março do ano passado, durante visita do presidente brasileiro a Washington.

O documento foi assinado por Bolsonaro e o Comandante do Comando Sul dos EUA, Craig S. Faller. 

Bolsonaro quer capitalizar politicamente o tratado para passar a imagem de que sua relação com Trump tem rendido frutos. Sabe que o status de aliado extra-Otan não significa nada sem acordos específicos como este, mas não quis dar nenhuma declaração pública após a assinatura do acordo.

Negociado pelo Departamento de Defesa dos EUA e pelo Ministério da Defesa do Brasil, o tratado conhecido como RDT&E (sigla inglesa para pesquisa, desenvolvimento, testes e avaliação) é um caminho ao desenvolvimento de projetos conjuntos entre os dois países.

Bolsonaro participou da cerimônia para a assinatura do acordo no Comando Sul, que supervisiona as Forças Armadas dos EUA na América Latina e no Caribe. Ele foi o primeiro presidente brasileiro a visitar a unidade militar.

Foi delegado ao ministro Fernando de Azevedo e Silva (Defesa) a função de fazer uma fala pública sobre o acordo, ao lado do comandante americano Craig Faller. “Esta tem sido uma viagem muito proveitosa no aspecto de defesa para o Brasil e nossas Forças Armadas”, disse o ministro brasileiro.

Nenhum dos dois respondeu a perguntas dos jornalistas.

O militar dos EUA, por sua vez, classificou o acordo como histórico e disse que, durante a reunião, autoridades dos dois países discutiram “ameaças mútuas que afetam a democracia e os princípios que compartilhamos.”

(Com informações da Folhapress)

Foto: Alan Santos/PR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui